Cansou de jogos virtuais?

Modelo de negócios consagrado nos Estados Unidos e Europa chega para revolucionar o mercado, com atração que estimula o convívio em grupos

Surgiu na Ásia a ideia de reunir grupos de pessoas em salas temáticas, para solucionar enigmas em apenas 60 minutos. O objetivo era proporcionar uma opção de entretenimento presencial para quem se interessasse por grandes desafios e curtisse uma verdadeira experiência sensorial, estimulada pelos detalhes da ambientação – objetos e móveis –, de sons e de tudo que pudesse envolver o participante no clima proposto.

O modelo de negócio atravessou fronteiras, e muitos países da Europa e dos Estados Unidos abriram salas com esse tipo de atração. O sucesso foi instantâneo e se reflete na fila de espera, que em muitas cidades passa de duas semanas. A diversão já figura entre as principais atrações de entretenimento, segundo o TripAdvisor, das maiores e mais conhecidas cidades do mundo, como Nova York, Paris, Londres e Roma.

Foi nesse divertido ambiente que quatro brasileiros conheceram o que poderia mudar o mercado de entretenimento no Brasil, até hoje focado em parques de diversões, cinemas, teatros e boliches. Após conhecer a atração, em 2014, durante uma viagem de férias com a família na capital francesa, Jeannette Galbinski, Márcio Abraham, José Roberto Szymonowicz e Karina Papautsky tiveram a ideia de abrir um negócio como esse em São Paulo.

Seguindo o modelo internacional, o Escape 60 chegou ao País com uma opção diferenciada de entretenimento, para aguçar as habilidades e a inteligência dos participantes. Suas atrações são inéditas e foram criadas especialmente para o público brasileiro. São diversas salas, com mecanismos extremamente seguros e inteligentes, com temas como: Corredor da Morte, Operação Resgate, Salvem Nossas Almas (S.O.S.), O Falsário, Joia da Coroa, PS: Tenha Medo!, R.I.P. – O Cemitério Maldito, A Missão – E60, Cassino Paket: O Golpe Sangrento, Jogo Sujo e Escape Kitchen, entre outros. Cada unidade oferece no mínimo quatro salas para diversão.

Cada jogo comporta um grupo de 4 a 16 participantes, que deve desvendar o mistério por meio de dezenas de pistas e escapar do espaço em até 60 minutos. Caso contrário, serão resgatados do local. Estima-se que aproximadamente 20% dos participantes vençam o desafio. Os recordistas, no Brasil, entrarão para o ranking de uma cobiçada Galeria da Fama, que vai estimular de forma divertida a concorrência entre os ávidos por um bom jogo.

Para compor cada ambiente e sua riqueza de detalhes, a criativa equipe de cenografia da Ahcervo foi contratada e contou com a supervisão da sócia e arquiteta Karina Papautsky. “Ficamos muito felizes com os resultados da decoração dos espaços, que remetem de forma fiel aos temas designados para as salas. Cada peça tem seu significado e uma utilidade, e temos certeza de que nossos clientes vão se surpreender ao entrar nas salas. A ideia foi envolver e transportar os participantes para um mundo lúdico e interativo”, afirma Karina.

Para complementar o projeto visual do Escape 60, as fachadas são grafitadas pelo artista Sipros, que expõe suas habilidades pelas ruas do País desde 1997. O artista é famoso por recriar cenas tanto do cotidiano quanto inusitadas, que mostram a figura humana com perfeição. Por isso, foi escolhido para representar a temática do novo entretenimento da cidade.

“O fato de os participantes jogarem o Escape 60 presencialmente, em uma época em que as pessoas estão cada vez mais conectadas remotamente e interagindo menos, é um grande diferencial. Também cuidamos da aparência do espaço e acreditamos que um nome de peso, com talento ímpar, como Sipros, foi importante para dar uma cara ao empreendimento”, finaliza a arquiteta.

O Escape 60 não é só uma forma diferenciada de entretenimento: o projeto foi desenhado para ser utilizado por empresas para avaliar competências de funcionários, realizar treinamentos de liderança, dinâmicas em processos de seleção e outras ações. Isso porque os jogos estimulam o trabalho em equipe, a comunicação e a resolução de problemas. Outro diferencial, para atender às demandas empresariais, é levar uma parte do Escape 60 a eventos de marketing ou até adaptar as salas temáticas com o patrocínio de empresas, para lançamentos de produtos e divulgação de marcas. Esses projetos são realizados sob encomenda e personalizados para cada cliente.

“Trouxemos nossa expertise de mais de 25 anos. Eu, como consultora de gestão empresarial em grandes organizações, e o Márcio Abraham, como engenheiro de produção e também consultor, para este braço do Escape 60. Este é um nicho ainda pouco explorado no País, e que tem um potencial enorme de crescimento, já que faltam oportunidades de ações interativas para as áreas de recursos humanos e marketing”, explica a sócia Jeannette Galbinski.

“O trabalho de pesquisa e testes, que incluiu o desenvolvimento do projeto e os temas das salas e suas histórias, permite que os participantes tenham uma verdadeira experiência sensorial e trabalhem em equipe, para passar por todos os obstáculos, até conseguir alcançar o objetivo proposto, em 60 minutos. Escolhemos cada assunto, para despertar ao máximo a curiosidade das famílias, dos grupos de amigos e das empresas”, reforça Márcio Abraham, sócio e diretor da área de inovação.

Para participar do Escape 60, os clientes devem reservar e comprar os ingressos por meio do site www.escape60.com.br, onde também encontram todas as informações sobre as opções de salas, horários disponíveis e regras do jogo.

Serviço:
Local: Escape 60
Idade mínima para participar: não há; crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas de um adulto.

Ingressos: no e-commerce www.escape60.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *